CIRURGIA VASCULAR

Cirurgia vascular é a especialidade médica que se ocupa do tratamento cirúrgico de doenças das artérias, veias e vasos linfáticos. Atua no diagnóstico, estudo e tratamento cirúrgico das enfermidades dos vasos.
A formação do médico cirurgião vascular é longa e exige uma grande dedicação. Começa a cursar a graduação em medicina, com duração de 6 anos, dividida em 4 anos de teoria e prática e 2 anos de internato médico, quando as atividades são somente práticas e desenvolvidas em hospitais e ambulatórios. Aprende, portanto, a cuidar das principais doenças, prevenir muitas delas e a assegurar o bem-estar físico e emocional dos seus pacientes.
Depois de receber o diploma de médico, sua formação segue composta de no minimo 2 anos de residência na área de cirurgia geral. Aprende a lidar e resolver casos cirúrgicos de alta e baixa complexidade e a cuidar do antes e após a cirurgia de seus pacientes, trabalhando até 60 horas semanais. Concluindo esses 2 anos, deve prestar um novo concurso para seguir a formação de 3 a 4 anos na residência de cirurgia vascular.
Assim, em aproximadamente 10 anos, acumula uma bagagem específica sólida e conhecimento geral vasto do processo de saúde e doença em todos os níveis. Assim, esse médico também é capaz de realizar procedimentos vasculares delicados, como em grandes e importantes vasos sanguíneos, além de procedimentos da cirurgia geral.
Por haver muitas doenças compreendidas no sistema cardiovascular, foi necessário separar os profissionais em cardiologistas – que cuidam das afecções no coração – e os angiologistas – que cuidam das afecções dos vasos – e ambos fazem diagnóstico, prevenção, prescrição de tratamento com medicamentos e de atividades físicas. Da mesma forma, com a crescente complexidade das formas de tratamento, foi necessário que houvesse médicos com grande experiência tanto nas cirurgias cardíacas como nas cirurgias vasculares, ou seja, no tratamento de doenças do coração e dos vasos sanguíneos e linfáticos.
O cirurgião vascular é capaz, portanto, de resolver problemas como aneurisma, doença aterosclerótica dos vasos, reconstrução de vaso delicado após trauma ou má-formação, varizes, etc. Atuando em conjunto com outras especialidades, pode garantir, não somente qualidade de vida, mas também salvar vidas em condições potencialmente fatais. Por tal motivo, é de extrema importância reconhecer os profissionais realmente habilitados para assegurarem a saúde circulatória de homens e mulheres.

CIRURGIÃO

Drª Anabela Cristina Miranda Gonçalves
Cédula M34331
Amieiro